top of page

SEMINÁRIO ARQUIDIOCESANO REALIZA SEMANA DE ORAÇÃO PELAS MISSÕES



No mês dedicado as Missões, intensificamos nossas orações em favor das missões e dos missionários. Esse ano com o tema: A Igreja é missão, e com o lema: Sereis minhas testemunhas (At 1,8), o mês missionário foi importante para a reflexão da nossa essência enquanto batizados e enviados.

Em nosso Seminário tivemos a proposta de vivenciarmos a Semana de Oração pelas Missões, que contemplou diversas atividades, como o terço missionário, adoração ao Santíssimo, reflexões e partilha sobre as missões.

Que o mês vivenciado e a semana oracional praticada façam florir em cada um de nossos corações o desejo e apelo de Cristo, de sermos suas testemunhas!


Sem. Ademar Júnior – 1º Ano da etapa da Configuração (Teologia)


Palavras do Reitor


A Igreja é Missão: a Formação no Seminário é Missão


Diante do convite do mês missionário, aqui no Brasil, o Seminário vive momentos de oração e conscientização sobre a essência missionária da Igreja. O Concílio Vaticano II já fazia este apelo para que a formação dos novos presbíteros fosse a partir do encontro com Cristo e sua missão com o Povo de Deus necessitado de tantas formas de auxílio de libertação. Sem a compreensão de que em Jesus Cristo somos missionários não haverá transformação e renovação da Igreja. A semana de oração que tivemos serviu como um despertar da consciência do que somos e nos tornamos pelo batismo e para quem estamos nos preparando. Concluímos que somos instrumentos do Espírito santo que encoraja a todos nós para o encontro do povo que sofre tantos males: físicos, geográficos, espirituais e existenciais.

Em nossa Casa Formativa, da Arquidiocese de Uberaba, desde 2014 temos incentivado o protagonismo dos seminaristas em ações missionárias, reflexões e orações. Para isso foi instituído e formado o organismo próprio que é COMISE. Por meio desta organização os seminaristas atuam internamente e externamente. O Reitor é o que deve incentivar e fortalecer todas as ações, acolher todas as propostas e ao mesmo tempo vivenciá-las como uma força de testemunho junto aos seminaristas. Este ano não foi diferente. A iniciativa do COMISE foi em propor mementos que fortificasse nosso compromisso missionário.

A iniciativa não vem de inspiração própria. São ações de comunhão com toda a Igreja e, principalmente, como os documentos da formação que apontam a ação missionária como um eixo integrador da formação. A formação, oração e conscientização sobre a missão não só nos coloca em intima comunhão com Jesus Cristo, o missionário por excelência, junto da Santíssima Trindade Pai, Filho e Espírito Santo, como também prepara os futuros padre a compreender que a Igreja é missão onde está o Povo de Deus. A formação não prepara os jovens para a estrutura organizacional, mas para o “Povo de Deus” e junto do povo exercer o ministério almejado por aqueles que querem responder a sua vocação até o último dia de sua vida. Por isso é importante incentivar e acolher as iniciativas do COMISE dentro da Casa Formativa. Cristo escolheu seus discípulos para estarem com ele junto do povo e bem especificamente dos que estavam a margem da sociedade.

Por fim a Formação no Seminário é Missão. Pois é o lugar de se exercitar o acolhimento de todos; de saber ouvir e respeitar uns aos outros, exercitar o diálogo pela escuta atenta de cada um, é o lugar da empatia, antes de julgar há uma pessoa que traz uma história de vida que precisa ser curada; é o lugar de assumir as orações para a vida e não simplesmente recitá-las. Isto e muito mais. Se o jovem verdadeiramente assumir a sua formação como missão para sua vida ministerial este podemos dizer que será muito feliz porque não vai se prender a nada a não ser ao Evangelho de Jesus Cristo e seu Reino.


Pe. Vanderlei Izaumi da Silva - Reitor do Seminário Arquidiocesano de Uberaba




58 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page